Utilizamos cookies e tecnlogias semelhantes a fim de melhorar sua experiência no site. Ao continuar você concorda e aceita nossa  Política de Privacidade  

ANÁLISES & NOTÍCIAS SOBRE VEÍCULOS COM EMISSÃO ZERO

HOME CARROS MOTOS BIKES TECH MERCADO RACING STARTUPS CONTATO PESQUISAR

NIO lança conjunto de baterias com 100 kWh capaz de estender autonomia dos carros para 615 km

Além dos atributos técnicos, startup apresentou assinatura flexível com atualização permanente das baterias

Por |
Aumento da capacidade dos conjuntos para 100 kWh resulta da arquitetura mais compacta, eficiência na retirada de calor e ajustes via nuvem – Foto: Divulgação NI

Nesta sexta-feira (6) a NIO apresentou o novo conjunto de baterias de 100 kWh. E as opções de atualizações disponíveis aos proprietários dos veículos da marca equipados com conjuntos de 70 kWh. Segundo a NIO, o aumento da capacidade pode elevar para até 615 km a autonomia destes carros. As reservas dos novos conjuntos de 100 kWh estão marcadas para começar neste sábado (7).

O aumento da capacidade energética do conjunto de baterias resulta de diferentes inovações sinérgicas. A NIO destaca a arquitetura compactada, responsável por ampliar o aproveitamento do espaço em 19.8%. E o sistema de controle térmico aprimorado, que previne a propagação indevida de calor, e melhora sua retirada do conjunto. Ainda há a computação em nuvem bidirecional, com ajustes a diferentes utilizações, para melhorar a performance das baterias em todas as condições. Os aprimoramentos também estendem a vida útil das baterias.

Os proprietários dos veículos equipados com os conjuntos de 70 kWh terão duas opções para atualização: compra dos novos conjuntos (valor não informado) ou o chamado modelo flexível de atualização permanente. Neste, os proprietários pagam taxa mensal de 880 yuans (R$ 723,00) ou anual de 7.980 yuans (R$ 7.378) pelo conjunto de baterias.

Recentemente, a NIO iniciou o serviço de aluguel de baterias, ou BaaS. No qual os usuários compram os carros com o valor do conjunto de baterias deduzido. E assinam plano de recargas feito por meio de troca dos conjuntos de baterias nas estações NIO. A startup informou que os novos clientes no modelo BaaS com baterias de 100 kWh receberão dedução de 128.000 yuans (R$ 105.00) no preço do veículo, e pagarão assinatura mensal de 1.480 yuans (R$ 1.215,00) .

Visão Zev.News

Diferentes pesquisas apontam o conjunto de baterias como principal resistência à compra de carros elétricos por novos clientes. As preocupações abrangem tempo de recargas, custos de eventuais reparos e até segurança – receio de explosões e incêndio.

A NIO desenvolveu soluções para estas questões. E as transformou em ramos adicionais do negócio. Seja como atualização das baterias ou uso como serviço. Embora tecnicamente complexa, a troca de baterias com todos os seus desdobramentos parece financeiramente viável. Atualmente a NIO possui 158 pontos de trocas de baterias distribuídos pela China. E afirma ter realizado mais de 1.18 milhão de trocas.

Para completar, a China incluiu em agosto o sistema de troca (ou aluguel) de baterias como parte da infraestrutura necessária à disseminação dos carros elétricos. E ainda há outra amostra de consolidação da tecnologia: NIO e BJEV (parte do grupo BAIC) iniciaram definições de padrões para a solução. E mesmo que restrinja-se ao mercado chinês, tais indicadores justificam a tecnologia em razão do volume de vendas de carros elétricos no país, e as perspectivas de crescimento para os próximos anos – a expectativa é que o segmento dos carros elétricos Premium - entre 150 mil (R$ 123.000) a 300 mil yuans (R$ 246.000) - atinga 1.8 milhão de unidades em 2025.

TÓPICOS RELACIONADOS

EDITOR INDICA

RECEBA NOSSAS MATÉRIAS